Campo Grande / MS - quarta-feira, 03 de junho de 2020

Artigos

MEIAS ELÁSTICAS

A compressão ameniza o edema, diminui o volume do sistema venoso superficial, aprimora a fração de ejeção da panturrilha, reduz o diâmetro das veias e restaura a competência valvular. Esses benefícios se limitam ao tempo de uso da meia, pois, após a sua retirada, o efeito hemodinâmico que ela provoca no membro cessa em cerca de 1 hora.

A meia elástica terapêutica é considerada a melhor opção de tratamento clínico para a insuficiência venosa dos membros inferiores. Sendo assim, deve ser vista como primeira opção de tratamento.

Deve-se levar em consideração que a prescrição da compressão deve seguir o mesmo rigor de uma prescrição farmacológica. Além disso, deve-se considerar um período de adaptação nas prescrições da meia, atendo-se ao fato de que nem todo paciente se adequará ao uso dessa opção terapêutica.

REFERÊNCIA:

Partsch H, Flour M, Smith PC, International Compression Club. Indications for compression therapy in venous and  lymphatic disease consensus based on experimental data and scientific evidence. Int Angiol. 2008;27:193-219.

CIRURGIA DE VARIZES

Baseado em ensaios clínicos randomizados que compararam as novas técnicas de cirurgia no tratamento de varizes da veia safena magna.

Três estudos compararam terapia a laser com cirurgia e dois estudos compararam RFA com cirurgia.

A terapia a laser teve menor taxa de falhas técnicas do que a cirurgia convencional. Porém o tratamento com laser produziu uma maior tendência para ocorrer recanalização das veias tratadas (reabertura das veias que haviam sido secadas) do que o tratamento cirúrgico habitual.

Não encontramos dados sobre quais foram as taxas de recidiva das veias varicosas com os diferentes tipos de tratamentos.

Os dados existentes indicam que o RFA está associado a uma menor tendência de falhas técnicas e menor surgimento de novas veias (neovascularização) do que o tratamento por cirurgia convencional.

Publique aqui seus artigos com informações para pacientes e/ou profissionais da saúde.

REFERÊNCIA:

Craig Nesbitt, Ron KG Eifell, Peter Coyne, Hassan Badri, Vish Bhattacharya, Gerard Stansby. Endovenous ablation (radiofrequency and laser) and foam sclerotherapy versus conventional surgery for great saphenous vein varices.